Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

segunda-feira, 28 de novembro de 2016

"AIDAcara" de Regresso ao porto da Praia da Vitória


© Copyright texto e fotos: Cte Rui Carvalho, Terceira.
Registo da segunda escala do paquete AIDAcara no porto da Praia da Vitória, inserida num cruzeiro de 14 noites e 15 dias de viagem com início nas Canárias,  visitando Açores e Madeira. e de volta a Canárias. Os 1.059 passageiros embarcados farão excepcionalmente overnight na Ilha Terceira, só saindo amanhã pelas 1800 com destino ao Funchal. A invernia que hoje se fez sentir não arrefeceu a visita às cidades terceirenses e às bonitas paisagens da ilha, providenciando o dia de amanhã mais uma grande quantidade de excursões.

quinta-feira, 24 de novembro de 2016

Segunda escala do N/M "Madeirense 3", no porto da Graciosa


© Copyright fotos: MM Bettencourt, Graciosa.
No dia previsto pelo itinerário, o porto da Graciosa recebeu ontem pela segunda vez a escala do navio da Box Lines, "Madeirense 3". A regularidade é uma virtude a qual a Box Lines nos habituou, que assim continue!





domingo, 20 de novembro de 2016

"Express Santorini" vendido para os Emirados Árabes Unidos

© Copyright foto: George Gbidis, Grécia.
© Copyright fotos: MM Bettencourt, Graciosa.
O "Express Santorini", foi vendido pela Portucalense Shipping Company, à SAMC Cargo Shipping Company, e renomeado de "Al Salmy 4". Ostenta agora a bandeira dos Emirados Árabes Unidos, e tem como porto de registo, Abu Dhabi. Assim sendo, o "Express Santorini", não fará  parte da operação ferry sazonal da Atlânticoline para 2017. 
Alguns viam no, "Express Santorini", um navio velho (não digo que não), mas eu via nele um exemplo como ferry, resistente, e um exemplo de polivalência. Fico triste!



Dia 12 de Setembro de 1973, nos estaleiros, Dubigeon, ille de Nantes, França, o N/F "Chartres" (casco nº 137), desce a rampa e entra na água pela primeira vez. O, "Chartres" foi encomendado aos estaleiros Dubigeon, pela SNCF (Société Nationale dês Chemins de fer Francais), nasce assim um ferry com a acrescida capacidade de transportar vagões dos caminhos de ferro na ligação entre as margens do Canal da Mancha, as suas origens são uma das razões para a sua robustez, ainda hoje o navio possui os carris dos caminhos de ferro no seu car-deck. De forma simplista este (e outros) foi um dos antecessores do Euro túnel.


O, "Chartres", foi renomeado de,  "Express Santorini" (1993), pertence actualmente à Portucalence Shipping Company, com sede em Piraeus, que o adquiriu recentemente à Hellenic Seaways, sendo gerido pela, Hellenic  Shipping Transportes Lda., estando nos últimos anos durante o Verão a operar nos Açores ao serviço da Atlânticoline. Este ferry têm  já uma longa história (foi entregue à SNCF a 9-1-1974) , e efectuou desde então ligações entre as margens do Canal da Mancha, até ao transporte de tropas para a primeira guerra do Iraque, evacuação de estrangeiros da Líbia,  e claro o serviço na Grécia e Açores.

Se o, "Express Santorini", mantém-se em actividade infelizmente os estaleiros que o viram nascer fecharam em 1987, o primeiro estaleiro naval da família Dubigeon foi criado em 1760 por Julien Dubigeon, carpinteiro de profissão. No final do sec. XVIII, Nantes torna-se o primeiro porto de comercio francês, e isso contribuiu para o desenvolvimento da vila e para a prosperidade dos armadores de Nantes, com o consequente desenvolvimento do transporte marítimo o estaleiro Dubigeon também foi crescendo, tendo transformado-se num nome de destaque na construção naval. Para preservar esse orgulhoso passado histórico, a edilidade recuperou a zona dos Chantiers Dubigeon, criou-se a Maison des hommes et des Thécniques ( uma espécie de museu), e foi também restaurada e adquirida pela edilidade a grua TITAN.
Fontes: Commons Wikimedia;Wikipedia.

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Governo dos Açores indica Carlos Faias para Presidente do Conselho de Administração da Atlânticoline


© Copyright fotos: MM Bettencourt, Graciosa 
© Logo: Atlânticoline.
Carlos Manuel Redondo Faias será indicado pelo Governo dos Açores para o cargo de Presidente do Conselho de Administração da Atlânticoline, substituindo João Ponte, que deixou o cargo para integrar o XII Governo Regional dos Acores.

Carlos Faias é Mestre em Gestão, pela Universidade Técnica de Lisboa, sendo licenciado em Gestão de Empresas de Turismo, pela Escola Superior de Gestão Hoteleira do Estoril.

Com larga experiência na área da gestão e empreendedorismo, desempenhou, entre outros, os cargos de Coordenador do Centro de Empreendedorismo da Universidade dos Açores, entre 2007 e 2008, Vice-Presidente da Direção da Cresaçor – Cooperativa Regional de Economia Solidária, entre 2007 e 2008, Presidente da Direção e membro fundador da Associação ACEESA – Associação Centro de Estudos de Economia Solidária do Atlântico, entre 2006 e 2008, e Diretor Técnico da Agência Regional de Microcrédito dos Açores, entre 2005 e 2008. 
 
Foi ainda docente convidado para lecionar o Seminário em Empreendedorismo e Espírito Empresarial no curso de MBA do Departamento de Economia e Gestão na Universidade dos Açores, nas edições de 2008, 2009, 2010, 2011, 2012, 2013 e 2015, e foi docente na Universidade dos Açores, na qualidade de Assistente, da cadeira de Empreendedorismo, desde 2007 até 2011.

Para além destas funções, Carlos Faias foi ainda nomeado, por despacho da Presidência do Governo, de 30 de julho de 2015, representante do Governo Regional do Açores na Comissão Nacional de Habitação, e, por despacho da Vice-Presidência do Governo, Emprego e Competitividade Empresarial e da Secretaria Regional da Solidariedade Social, representante da Região Autónoma dos Açores na Assembleia Geral da Sociedade de Promoção e Reabilitação de Habitação e Infraestruturas (SPRHI).

Desde dezembro de 2008, Carlos Faias desempenhou as funções de Diretor Regional da Habitação, nos X e XI governos regionais.
 

© Copyright texto: GaCS/PC

terça-feira, 15 de novembro de 2016

N/T "PEONIA" de regresso à Praia da Vitória


Depois de ter feito a sua escala inaugural no porto da Praia da Vitória a 18 de Maio deste ano (ver aqui) o N/T "PEONIA" regressa agora novamente para descarga de 5.248 toneladas de fuelóleo para o recebedor BENCOM - Armazenagem e Comércio de Combustíveis, S.A.
© Copyright texto e vídeo: Cte Rui Carvalho, Terceira.

quinta-feira, 10 de novembro de 2016

"Madeirense 3" - Estreia e recorde no Porto da Graciosa





© Copyright fotos: MM Bettencourt, Graciosa.
Ontem o  porto da Graciosa registou  mais uma estreia e um recorde, desta vez à conta do navio porta-contentores, "Madeirense 3", da Box Lines, que   com os seus 122,55 metros de comprimento passa a ser o maior navio porta-contentores a fazer escala neste porto.  Sejam Bem Vindos!









N/T "Madeiro", filmado por um drone no Porto da Praia da Vitória


Um espectacular vídeo referente à saída do N/T "Madeiro", do Porto da Praia da Vitória, ilha Terceira. O vídeo é da autoria de, Tiago Sousa, e foi originalmente publicado no Facebook! Que venham mais vídeos como este!
© Copyright vídeo: Tiago Sousa, Terceira.

sábado, 29 de outubro de 2016

Porto da Praia da Vitória filmado por um Drone


© Copyright foto e vídeo: TOP View Aerial Photography And Videography
Os drones  cada vez mais fazem parte do nosso dia a dia, a sua aplicação vai desde o puro  lazer,  ás mais variadas aplicações profissionais. Obviamente também o Shipping ganha com a sua utilização, pois permite-nos obter imagens de uma perspectiva totalmente diferente. 
O vídeo e a foto aqui publicado, foram obtidos  e editados pela,  TOP View Aerial Photography And Videography, trabalhos que poderão ser seguidos no Facebook (Aqui) e no respectivo Canal do Youtube (Aqui).
O vídeo e foto foram registados no dia da estreia do paquete, "AIDAvita", no porto da Praia da Vitória, ilha Terceira, post que pode encontrar Aqui.


quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Estreia do N/M "LEO STAR I" no Porto da Praia da Vitória






© Copyright texto e fotos: Cte Rui Carvalho, Terceira.
Pesquisa de dados técnicos: Paul Peixoto, Boston.
Registo fotográfico da entrada do N/M "LEO STAR I" no porto da Praia da Vitória com o auxilio dos rebocadores portuários "ILHA DE SÃO LUÍS" e "PERO DE TEIVE" das Dirções Gerais do Triângulo e Grupo Ocidental e de São Miguel e Santa Maria, respetivamente. Ocasião rara que aqui destacamos. Este graneleiro manifesta cerca de 10.600 toneladas de milho para os recebedores UNICOL e TERCEIRENSE RAÇÕES, ficando a bordo outra partida de peso igual para recebedores na Ilha de São Miguel.
 Nome: LEO STAR I.
Tipo: Graneleiro.
IMO: 9044011.
Indicativo: ELXC6.
MMSI: 636015065.
Bandeira: Libéria.
Porto de Registo: Monrovia.
Número Oficial: 15065.
Donos e Operadores: Asterismos Navigation Corp.- Atenas, Grécia.
Classe: Bureau Veritas.
Ano de Construção: 1993.
Estaleiro: Onomichi Dockyard Co. Ltd.- Onomichi, Japão- Casco#369.
Comprimento Fora a Fora: 157,50 metros.
Boca Máxima: 25,03 metros.
Calado: 9,15 metros.
Arqueação Bruta: 13,696 toneladas.
Porte Bruto: 22,145 toneladas.
Número de Tripulantes: 27.
Gruas: 4X 30,00 toneladas.
Potência de Máquina: 5,295 kW (7,199 hp), 158,00 rpm. 1 hélice FP, 158,00 rpm.
Velocidade de Serviço: 14,00 nós.
Velocidade Máxima: 14,40 nós.
Potência de Máquinas Auxiliares: 1,100 kW.
Número de Caldeiras: 1.
Potência de Geradores Auxiliares: 960,00 kW.
Nomes Anteriores: Dorothea Oldendorff (1993-08/2004), Beatriz (08/2004-01/2011).
Último Porto: Pireos, Grécia.
Próximo Porto: Ponta Delgada.

terça-feira, 25 de outubro de 2016

"Britannia", hoje em Ponta Delgada



© Copyright fotos: António M. Dias de Simas, S. Miguel.
Excelente registo fotográfico da autoria do amigo, António Simas, relativo à escala hoje em Ponta Delgada, do navio de cruzeiros, "Britannia", da operadora britanica P&O.