Tanto o transporte marítimo como os portos devem ser pensados, não como entidades separadas, mas como componentes
interligados, como duas peças de uma engrenagem" Koji Sekimizu , Secretário-Geral da IMO

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

ENP, SA desistem de investir nos Açores

 Quando à algum tempo atrás, li a noticia que os ENP SA, se preparavam para investir nos Açores, adquirindo 49% da Naval Canal, estaleiros situados no Porto da Madalena, ilha do Pico, comecei a imaginar que esse investimento seria uma mais valia logística no que aos concursos de construção naval  diz respeito, nomeadamente as 4 novas lanchas de pilotos da APTO e os dois ferrys encomendados pela Atlânticoline para operar no triângulo. Infelizmente, na minha opinião, surgiu à poucos dias a informação que  os ENP, teriam desistido desse investimento,  fiquei a pensar  se tal decisão não estará relacionada com o facto dos estaleiros de Peniche não terem concorrido a estes dois concursos. Se tivessem concorrido por exemplo ao concurso destinado ás 4 lanchas de Pilotos da APTO este estaleiro passaria a  ter nos Açores 6 lanchas de Pilotos,  mais a pequena Ariel, se a isso se adiciona-se os dois ferrys, teríamos 9 embarcações no total, com a enorme vantagem de ter por perto um estaleiro que pudesse proporcionar  uma relação de proximidade e consequente rapidez de resposta a eventuais avarias/manutenções.
Teria sido quanto a mim uma boa hipótese de dinamizar o sector da construção naval regional, espero que a decisão relativa a estes dois concursos seja conhecida brevemente, e que os escolhidos ( quando há para escolher) efectuem o seu trabalho com competência.
(©) Copyright fotos: 1ª Gacs/ Gov. Açores; 2ª MM Bettencourt, Graciosa.

Sem comentários: